Passo Doble

Toda a malícia, trançar de pernas,

gestos, sombras latinas,

gosto de carmins, taças de vinho,

estranhos no palco, luz negra e camarins,

a unha craveja a pele, torturas, calos, bolhas,

rostos borrados de batons,

decote cobiçante e jejuares perdidos,

guaranás e brilhantinas,

salto 15 em tacos soltos…

beija-me, como atordoando bandoneons!

beija-me, como fôssemos dançarinos de bordéis…

Gardeles, Piazzolas, e a garganta seca do noturno inacabado!

O tango termina, e a gardênia evapora-se deixando apenas

um recado teu:

” – É tarde já tenho um compromisso…”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: