Paixão e Areia / Passione

Muros, muralhas, areias de beijos ao chão,
vultos, voltas, anseios de longas jornadas!

clamores, chamadas, um pouco de vinho nos lábios,
sabores, subidas, sonetos quebrados ao fim!

Cantores, canções, côrtes sem coloridos,
retratos, impactos, são cortes profundos na dor!

as prisões, minha casas de grades,
o sol no poente se derrete aos olhos,
covardes, intrépidos covardes, se calam…
ouve-se ao longe:

” – Tenho que ir, pela espada, aos braços,
cansados, ladeiras que me miram, tosquear,
nuvens, para ofertá-las às mãos da anfitriã!…”

” – Deveis cantar algures de insonias outras?
mastigo meus rancores, pelas areias pisadas de tuas lembranças!”

Rancores, licores, o beijo com areia de paixão
distantes, flertantes, os olhos gotejam saudades…

—o—

Muri, pareti, sabbia baciare la terra,
forme, si gira, nostalgia per i lunghi viaggi!

grida, chiede, un po ‘di vino sulle labbra,
sapori, colline, sonetti rotto alla fine!

Cantanti, canzoni, tagli senza colore,
immagini, effetti, sono tagli profondi nel dolore!

prigioni, le case dei miei voti,
il sole si scioglie in occidente per gli occhi,
codardi, vigliacchi intrepidi tacciono …
udire in lontananza:

“- Devo andare con la spada, armi,
stanco, mi sono vie piste, tranciatura,
nubi, per offrire loro nelle mani della padrona di casa !…”

“- È necessario cantare qualche insonias degli altri?
masticare miei rancori, le orme di sabbia di tuoi ricordi! “

Rancori, liquori, il bacio della passione con la sabbia
flertantes lontano, gli occhi grondanti perdere …

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: