Espelhos Invertidos V

(Art by B. Huffman, bruce-fantasy)

V – Oyam! (a sublimação)

Ministramos valsas singulares,
Atiçando o despertar do grande público!
Ironizamos num beijo um espetáculo,
Ousamos tecer um grand finale!

És o elixir que perpetua meu viver pirata…
És a sinfonia preste a nascer nos montes…
És a mulher de outono que choras tantas folhas…
És a crisálida liberta dos jardins secretos…
És o pingente de uma lágrima perdida em solidão…
És o oceano transbordante que inunda minha pela…
És a chuva de verões que se mesclam ao meu suor…
És um novo brotar de dia em minha cansada noite…
És a água potável que jorra de prazer sobre meu corpo…
És o diamante do meu reino sublimado em transição…
És o olhar tão sábio de esposa proprietária…
És minha morada tão sublime de amada-musa…
És o meu entender que me compreende no silêncio…
És minha garantia…

Que marcou em mim
Uma riqueza possessiva
De te amar em demasia…

(Dez: 13, 1986)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: