Reflexilabicamente

brent-lynch-jazzamor-terrace_view.jpg
(by Brent Lynch)

Reflexilabicamente, sinto nas palavras que devemos controlá-las para que não sejamos controlados!

O medo, a dor, a culpa, …

adjetivos?

substantivos?

pleonásmos?

incoerências?

Tétricas demais para encontar um valor próximo…

Estou a meditar em tuas palavras, e acredito em breve, que momentos agradáveis superarão tempos anteriores!

Não quero que te cales ante as tempestades de casualidades, ou que te extravies pelas escrivaninhas, como quem pede socorro às gavetas…

Apresenta-te com total fulgor e transbordante sapiência!

Me perdoe, mas consigo transcrever os zilhões de coisas que gostaria de expor!

Aurélios engavetados, Michaellis de babelitas: sois limitados demais à minha ânsia de se chegar à Ilha de Fátma!

(Abr: 02, 2008)

Uma resposta to “Reflexilabicamente”

  1. Profª Annelice Queiros Murtinho Says:

    Parabéns professor pelos trabalhos que vem desenvolvendo.

    Já há muito venho acompanhando a sua arquitetura poética.

    Brevemente, estarei colocando uns escritos para sua apreciação.

    Sinto honrada por tê-lo conhecido.

    abraços. Anne

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: