Em Mãos Romanas

Andei nos teus vultos romanos
Impérios que fiz conquistar
Lutamos, ganhamos enganos…
Já não dá mais para lutar!

Estradas e as solidões,
São ambas as nossas distâncias…
Julgamos sempre nós dois
Um começar de infâncias!

Julguei o teu corpo em outros
Como quem procura saídas:
Entrego em tuas mãos nossas vidas!

Saudades em mares revoltos
Castigam meu peito romano,
Desculpe-me, amei por engano!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: