Identidades

Tea Time by Rob Gonsalves

Saudades inda trago grande amor!
Espero avaliar todo o passado
Querendo te buscar seja onde for…
Problemas te causei apaixonado!

Preciso conquistar mea verdade
E nela encontrar um só futuro…
A solidão perdeu identidades
E dois amores se tornaram puros!

Vaidades que furtei tinham sentido.
Num tempo que me fiz só de ilusão,
Resgato nos princípios toda calma…

Valendo do amor envaidecido,
Os vales que assombram o coração…
Então podemos ser uma só alma!

(Abr: 09, 2007)

3 Respostas to “Identidades”

  1. Querido! que lindos versos! Saber olhar a propria alma e admitir certas verdades, são provas de nossa sabedoria e humanidade! Fiquei encantada…. grande beijo! Aline

  2. Que belo soneto em busca de identidade para o amor sentido… Transmitiu muita sinceridade! Aqueles que sentem um amor assim tão puro merecem se tornar uma só alma, ou viver uma sintonia de sentimentos que se eternizem, sem as ameaças dos vales que assombram o coração. Bjs

  3. Jamille Ghandjar Says:

    “Mea verdade”, que construção poética para encontrar falhas em uma verdade!
    Parabéns poeta! Como sempre, em tuas palavras há muita realidade!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: