Vale dos Ateus: em busca de um retorno amor! – I

005-ssa-valedosateus-01pressagios-copia.jpg

I – Meus presságios

O receio que sinto agora é ficar só!
Pressagio com antecedência meus dilemas….
Do contágio escasso que fizeram,
O escárnio no rosto de pessoas desconhecidas,
Estranhas, quando passo pelas ruas,
Refugio-me nos meus bosques…
Sou escultor de paralelepípedos
Das pedras limosas de tuas praias,
Despe-te de alga-marinha…

Cristalizam tua nudez
E o tempo insiste em gotejar teu corpo imune…

Ilegal os reinos que se fazem por ai,
Os ventos são surdos,
nem trombetas, nem clarins, nem chofares,
irão te revelar!
Que fiquem roucas com o talvez!
Não merecem teu imaculado ósculo…

(Ago: 04, 2003)

Uma resposta to “Vale dos Ateus: em busca de um retorno amor! – I”

  1. Mestre, que inspiração!

    Gostaria de fazer parte de suas inspirações, e poder pertencer ao seu rol de musas encantadas.

    gostei muito, e voce já tem um fã de carteirinha!

    um beijão

    Helen M. M.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: