Sentenças Explícitas

Eu não tenho tempo
De ser presente no indicativo,

Sou um sujeito oculto
Sem complemento no predicativo!

Sou uma palavra apenas
Sílabas e lábios substantivos!

Satisfaz-me tua oração,
Persigo meu dialeto imperativo
Introduzindo adjetivos!

Perco-me em hipérboles,
Metáforas, métricas
E rasuras!

Somos um pleonasmo Imperfeito!
Qual é a minha sentença?
Qual é a tua sentença?
Qual é a nossa sentença?

Palavras!
Palavras!
Palavras!

É tudo o que me dizes?

Agora refaço uma leitura
E caio na realidade
De ser uma frase apagada
Nas mãos de um analfabeto!

(Out: 02, 1981)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: