Inconsumível Mente

Afastei-me de tudo
Do mundo que amei
Queimei teu amar
O lar não me trouxe
O doce perfume
Ciúme de ti!

Perdi teu luar
Andar sem sentido
Vestido de angustia
Injusta maneira
Faceira de ser
Vou ver-te um dia
Na minha paixão!

Sou tão andarilho
Caminhos encontros
Nos outros palácios
Meus passos são teus
Ateu os meus sonhos
Risonhos desejos…

Teus beijos me faltam
Assaltam meus beijos
Revejo tuas cartas
Matas-me de glória
Na hora partir
Sentir teus carinhos…

Sozinhos estamos
Estranhos no ninho
Um vinho rose
Colher eu colhi
Senti tua carne
Amar-me depois!

Nós dois feitos um
Jejum do prazer
Beber a saudade
Maldade se faz
Não traz essa dor
Amor descartável!!!

Amável vai ser
O ter no amor
Amor é vencer
É crer ser feliz
Se fiz uma dor:
Amor, me perdoes!

(Jul: 09, 2000)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: