Encontros e Despedidas

Neste vazio, pequei!
(Em) braços estranhos dormi!
Vida nem sabe porque…
Deram-me tanto de ti!

Curar as minhas feridas,
Milagres talvez tu faças!
Saio em silêncio da vida…
Estou perdido, sem graça!!!

Que se transborde a taça,
Com tudo que atrapalha,
A dor quer ser meu tormento…

Distante de qualquer praça,
Eu digo então cara-a-cara:
-“Não quero mais, sofrimento!”

(Jan: 30, 1982)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: