Poema da Sustentação – I

I – A Inspiração

Colunas e pilastras neste templo
Sustentam a paciência do amor
Vigílias brilham todo o firmamento,
Eliminando assim o meu temor!

Te fiz portais, muralhas e castelos
Protegendo-te das supostas dores…
Abrilhantai oh! Vento teus cabelos
Com o perfume destes meus amores!

A dança envolve tanta excitação
Que o coração se enche de pecado
Tão importante ficar do teu lado!

Tua aliança me prendeu então
Nos teus salões de música erudita,
Sempre será inspiração bendita!

(Jan: 09, 1981)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: